PARTITURA PARA CIRCULOS E ESPIRAIS – Metropole Nomade / Hanoi – Vietnan

Artistas Nômades,

compartilho a PARTITURA PARA CÍRCULOS E ESPIRAIS: 

 

INSTRUÇÕES INICIAIS 

Sugerindo realiza-la no mínimo duas vezes ao dia, no inicio das atividades e no encerramento. A ordem sugerida é crescente em entrega.

Porém, os movimentos são independentes entre si e podem ser realizados em quantidades, períodos e na ordem desejada de maneira livre, criando dessa forma novas partituras.

Outros movimentos para círculos e espirais podem ser criados e incluídos na partitura.

Até que os movimentos sejam conhecidos por todos, sugiro que um integrante do circulo fique do lado de fora, orientando o movimento. Essa função pode ser rodiziada. 

CIRCULO a forma onde todos estão colocados lado a lado de forma que todos possam se ver ou ainda que se passasse uma linha imaginaria ligando todas as pontas dos pés, teriamos no solo o desenho de um Circulo.

ESPIRAL a forma em movimento de expandir e contrair que conecta uma infinitude de círculos. 

 

MOVIMENTOS

1 – Movimento Interno

Coloquem-se em circulo.

Olhem-se silenciosamente.

Fechem os olhos e percebem seu corpo. Como seus pés te apoiam no chão? Como o chão incondicionalmente te apoia sobre a Terra? Como está sua respiração? Consegue ouvir teu coração? Quais são os sons em seu entorno?

De olhos fechados, respire profundamente três vezes.

Abra os olhos lentamente e observe silenciosamente os olhos de quem está no circulo.

Façam uma breve reverencia ao centro do circulo agradecendo internamente a presença de todos e cada um.

Leve o circulo dentro de você.

 

2 – Movimento Fluxo

Coloquem-se em circulo.

Junte as mãos espalmadas no centro do peito como é comum em preces. Então, com as mãos unidas estenda os braços para frente apontando para o centro do circulo. Vire os dedões, que estarão unidos, para o lado do coração (esquerdo). Separe então as mãos movendo-as para os lados. Encontre as mãos de quem está ao seu lado.

Garanta que todos estejam com as mãos do coração recebendo e a mão da razão doando, equilibrando em fluxo continuo o dar e receber.

Olhem-se silenciosamente.

Fechem os olhos e percebem seu corpo.

Perceba as mãos que se tocam.

De olhos fechados, respire profundamente três vezes.

Abra os olhos lentamente e observe silenciosamente os olhos de quem está no circulo.

Façam uma breve reverencia ao centro do circulo agradecendo internamente a presença de todos e cada um.

Leve o circulo dentro de você.

 

3 – Movimento Sincrônico

Coloquem-se em circulo.

Junte as mãos espalmadas no centro do peito como é comum em preces. Então, com as mãos unidas estenda os braços para frente apontando para o centro do circulo. Vire os dedões, que estarão unidos, para o lado do coração (esquerdo). Separe então as mãos movendo-as para os lados. Encontre as mãos de quem está ao seu lado.

Garanta que todos estejam com as mãos do coração recebendo e a mão da razão doando, equilibrando em fluxo continuo o dar e receber.

Olhem-se silenciosamente.

Silenciosamente e de mãos dadas, inicie um movimento alternado como em uma mandala: de trazer as mãos de encontro ao centro do seu próprio tórax (peito) e abrir os braços e expandindo seu tórax (peito), levando as mãos ao encontro do tórax (peito) dos que estão ao seu lado. Repita por quatro vezes, reverenciando cada movimento. Percebam o movimento do ar entrando no corpo ao espirar e expirar.

Olhem-se silenciosamente e soltem as mãos.

Façam uma breve reverencia ao centro do circulo agradecendo internamente a presença de todos e cada um.

Leve o circulo dentro de você.

4 – Movimento Espiralado

Coloquem-se em circulo.

Olhem-se silenciosamente.

Fechem os olhos e percebem seu corpo. Como seus pés te apoiam no chão? Como o chão incondicionalmente te apoia sobre a Terra? Como está sua respiração? Consegue ouvir teu coração? Quais são os sons em seu entorno?

De olhos fechados, respire profundamente três vezes.

Abra os olhos lentamente e observe silenciosamente os olhos de quem está no circulo.

Um integrante do Circulo, dando a mão para quem está a sua direita e soltando a mão de quem está a seu lado esquerdo, neste sentido caminhar contornando internamente o circulo, desenhando uma espiral no espaço, movimentando todos no sentido do centro do circulo. Quando o integrante iniciador do movimento chegar ao centro, deverá então contornar a espiral em seu sentido oposto de forma a gerar novamente o circulo equilibrado.

Olhem-se silenciosamente e soltem as mãos.

Façam uma breve reverencia ao centro do circulo agradecendo internamente a presença de todos e cada um.

Leve o circulo dentro de você.

5 – Movimento Água (bom para ações coletivas em ambiente externo e de conversa ou diálogos)

Coloquem-se em Circulo.

Cada integrante do circulo leva um copo de vidro transparente cheio de água potável e coloca no centro do circulo, em circulo.

Realize um Movimento Internocompleto.

Leve o circulo dentro de você.

Beba a água quando e quanto quiser.

(procure não desperdiçar água potável e se for o caso, regue uma planta).

6 – Movimento Terra (bom para encerrar ciclo e dar inicio a novos)

Coloquem-se em Circulo.

Olhem-se silenciosamente.

Abrasem-se em circulo.

Fechem os olhos e percebem seu corpo. Como seus pés te apoiam no chão? Como o chão incondicionalmente te apoia sobre a Terra?

De olhos fechados, respire profundamente três vezes.

Escute profundamente e proclame em voz alta a palavra que sente e quer semear para que floresça e de frutos no futuro. Diga quantas palavras sentir necessário, uma de cada vez, até esvaziar.

Escute ativamente todos.

Abra os olhos lentamente e observe silenciosamente os que estão no circulo.

Quando todas as palavras necessárias tiverem sido ditas, olhem-se silenciosamente.

Façam uma breve reverencia ao centro do circulo agradecendo internamente a presença de todos e cada um.

Leve o circulo dentro de você.

7- Movimento Vento

Coloquem-se em Circulo compacto (ombros bem próximos um dos outros).

Realize o Movimento Fluxo até as três respirações.

Percebam o movimento mínimo do grupo e permita que o movimento cresça sem tirar os pés do chão, mas até o ponto do movimento de vento ser perceptível a todos do circulo, como bambus ao vento.

Realize o movimento inverso, minimizando o movimento até seu equilíbrio interno e aparentemente estático.

Abra os olhos lentamente e observe silenciosamente os que estão no circulo.

Quando todas as palavras necessárias tiverem sido ditas, olhem-se silenciosamente.

Façam uma breve reverencia ao centro do circulo agradecendo internamente a presença de todos e cada um.

Leve o circulo dentro de você.

8 – Movimento Fogo

Coloquem-se em Circulo.

Realize um Movimento Internoaté as três respirações profundas.

Realize individualmente um Movimento Ventoaté tornar-se bambu ao vento.

Abra os olhos e solte-se em movimento pelo espaço.

Retorne a sua posição inicial quando sentir vontade.

Minimizando o movimento até seu equilíbrio interno e aparentemente estático.

Observe silenciosamente os olhos de quem está no circulo.

Façam uma breve reverencia ao centro do circulo agradecendo internamente a presença de todos e cada um.

Leve o circulo dentro de você.

Anúncios

O que está sentindo ?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s